Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos apagados

Estes olhos que agora te fitam,
Tristemente implorando-lhe carinho,
Reluziam respondendo a um leve toque seu,
À tua simples presença.

Hoje apagou-se o brilho,
Que amiúde refletiam-lhe o sorriso;
O sorriso da tua alma carente
Que abrigava meu corpo dormente.

Nestes dias, ao ouvir-te, umedeciam meus olhos,
Orgulhosos por compartilhar contigo
Dias de sol e de chuva
Sob a mesma proteção do amor!

Mas, assim como no estio seca-se o açude,
Rachando-lhe o solo infértil,
Rasgando feridas profundas em seu leito,
Foi-se embora o brilho do meu olhar;
Deixando comigo as marcas da tua ausência;
Faltam-me lágrimas até para chorar!
Valter Pereira
Enviado por Valter Pereira em 23/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T706904

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valter Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
237 textos (8250 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 11:15)
Valter Pereira