Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Transparência II




De almas prostradas na obscuridade.
Desnudadas de limpidez.
Transparência é a alvorada da razão.
Desopressão pura da verdade.
Desafogo de mágoas recônditas
Visão da comoção desafrontada.
Solidão que presa a cativeiros.
Demoradamente amarga e confinada.
Se desapega, e aflora á luminosidade.
Porque a resplandecência a encontrou.
Escondidos misteriosos de indecisões
Vacilantes manietados de obsessões
Que por fim discernem nas evidências
as certezas de um encontro com
a liberdade transparente de fortes sensações
Em visão clara partilhada

De tta

.

Tetita
Enviado por Tetita em 24/10/2007
Código do texto: T707790

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (81062 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 04:29)
Tetita