Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ÁGUIA AMERICANA



Natal, 22 de maio de 2007.

As garras da águia rapinam o mundo inteiro
Em vôos secretos e em mergulhos certeiros.
Seu bico de faca  esburaca coisas e gentes,
Seu olhar cego não enxerga civis inocentes.
A Águia beligerante é mais que uma fera,
É máquina mortífera, que insana, vocifera.

Num tempo de bruxa em que a maldade impera,
A cobiça esdrúxula se alimenta de gente na guerra,
O azul se encobre de vermelho pelo cobre velho,
Enquanto o mundo explode, a ONU é só tédio.
Mentira, farsa, dissimulação e a vil covardia
Em dias prosaicos de mentiras vagas, vadias.

A carnificina nas oficinas do Tio insano
Vai virar toneladas de grosso petróleo
E em bases de estratégico e torpe engano
Procede-se o roubo em forma de espólio.
É assim que se faz à maneira Americana
A liberdade converter-se em cela, em cana.

Poesia a sair no meu próximo livro: “Imarginário”
                     



 
Marcos Cavalcanti
Enviado por Marcos Cavalcanti em 25/10/2007
Código do texto: T709422

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Cavalcanti
Santa Cruz - Rio Grande do Norte - Brasil, 44 anos
46 textos (2845 leituras)
3 áudios (106 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:34)
Marcos Cavalcanti