Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

de volta

de volta aqui
emudeço
minhas lágrimas são cristais
perfeitamente quebrados

de volta aqui
cega-me a luz,
esnuveia a visão
o horizonte encurta e
me despeja nessa loucura

de volta aqui
sinto sua falta
pressinto nas coisas a sua presença
mas, você não veio comigo,
ficou aonde deixei.

de volta aqui
o relógio me olha tristemente
no desfiar das horas
cinco e pouco da tarde
o entardecer tarda muito em pintar
o céu de sangue
em oxigenar as violetas escondidas

flores que jamais conhecerão a primavera.

de volta aqui
o ciclo se fecha com a porta da casa
há chaves, tranca e segredo
o ciclo se completa e arremeda outro
o de morrer silenciosamente
perante as paredes da sala.

no chão permanece intacto
o cansaço
as malas repousam bêbadas, saculejadas,
amassadas,
etiquetadas
cruéis por trazem em si
a partida e a volta

não conseguimos guardar tudo.
não consegui guardar a poesia
até amanhã
até o indigitado destino

de volta aqui
minha presença se encolhe
em meus passos
meus olhos percorrem os cantos
à procura de saída,
uma redenção ou
misesricórdia

mas isso aqui não há.
estava em paz
e, de repente aqui
só a oclusão
abandono, sujeira
sujeitos sem ação
objetos inúteis e sem contexto

tiro os sapatos,
tiro as roupas,
ao despir-me diante da cama
deito com minha resignação
deito sozinha
e, afinal adormeço sozinha
agarrada em minha loucura
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 26/10/2007
Código do texto: T711156
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1673 textos (3754570 leituras)
35 áudios (5091 audições)
25 e-livros (144555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 22:18)
Gisele Leite

Site do Escritor