Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninguém sabe.

Ninguém sabe
Do que pode se ter um dia
Ninguém sabe da flor
Que você regou num belo dia.

Hora do não saber
Do que podemos a oferecer

Ninguém sabe do solo bruto
Ninguém carrega na boca
Palavras para salvar o futuro.

Ninguém sabe explicar o
Tempo do pensamento.
Há coluna do entendimento.
Só tu sabes do que eu escrevo
Por que me fixei no teu pensamento.
E por um momento
Fiz-me ser odiada
Fiz-me ser amada
Fiz-me ser respeitada.

Helaine Figueiró
Enviado por Helaine Figueiró em 29/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T714397

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helaine Figueiró
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
34 textos (1500 leituras)
4 áudios (205 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:43)
Helaine Figueiró