Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sangue e vida

Meu comportamento sentimental
Torna-me suicida
Uma carne fraca
De sangue negro, ralo

Que cor bela
O cinza da vida
O vermelho dos teus lábios
O negro de teus serenos olhos

Sou capaz de matar
Matar esse sentimento
Sentimento belo
Que me mata aos poucos

Ao matar tal sentimento
Protejo-me
Mato-me
E vivo a paz

Quero tatuar em meu punho
Rios de sangue
Que escoam minha vida
Desentoxica-me desse amor

Paz!
Que paz há em uma vida
Se não há você,
Anjo branco de ruivas penas?
Anjo, acalme-me
Estou sedento de amor
César Rezende
Enviado por César Rezende em 29/10/2007
Código do texto: T715105

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
César Rezende
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
31 textos (1150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:25)
César Rezende