Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO...

Por causa de uma intempestiva paixão
Colhi pesadelos, frutos tão amargos!
Têm sabor da mais pura desilusão,
E com eles sonhos despedaçados...

Fui presa fácil da pérfida sedução,
Sucumbi a inebriantes beijos!
Não pude conter a emoção
Entreguei-me sem nenhum receio!

Caí na armadilha do insensato desejo,
E mergulhei no oceano das ilusões!
Sensação fugaz, não senti medo,
Estava plena das mais loucas emoções...

O pranto é o meu fiel conselheiro,
Minha companheira, a triste solidão!
Nestes meus versos derradeiros,
Descrevo sentimentos e a minha paixão!



Ao meu anjo...




Ana Joaquina
Enviado por Ana Joaquina em 29/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T715385

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ana Joaquina de Oliveira Cruz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Joaquina
São Luís - Maranhão - Brasil
573 textos (97196 leituras)
1 e-livros (124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 00:57)
Ana Joaquina