Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fim

Carrego dentro de mim um fim
Não há símile para esse fim
Encerrado em si mesmo
Espeta-me,
Como agulha descansada,
Minha inquieta garganta
Desse meu emudecido coração

Engolir diariamente o meu fim
Faz-me salivar o pensamento
Cuspir meus sentimentos
Pela boca ressecada de minha consciência

O tonitruar do silêncio
Incomoda o incomodismo
Vôo por sobre abismo
Do fim
Esse é o meu querer

O fim não me esquece
Nem se enrubesce
Quando à alma despida
Mostra-lhe a fronte
O começo de um existir

A isso não me escondo de mim
Não há nem ao menos um
Por que...
Sendo o que sou
Sou apenas um fim

leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 29/10/2007
Reeditado em 30/10/2007
Código do texto: T715624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 60 anos
199 textos (8676 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:38)
leandro Soriano