Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Asas

Corre a brisa como um rio
Sem pressa de lá chegar
Natural num desafio
Tão calmo sem se acalmar
No tempo que se gastar.

Perder tempo já perdido
No espaço vácuo a cair
Num caminho ali esquecido
Sem saber da volta ao ir
E mesmo assim poder rir.

Saltar no tempo o lugar
Correr no riso do vento
Lembrar ao passo o voar
Respirar num fogo lento
Sem sentir esse tormento.

Que bom ter asas diabo
Que a vida dói ao girar
Se não muda de lugar!
RoqueSilveira
Enviado por RoqueSilveira em 30/10/2007
Código do texto: T716067

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de M. Conceição Roque da Silveira e o site www.letrasdispersas.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RoqueSilveira
Portugal
235 textos (8627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:39)
RoqueSilveira