Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 Ponto a ponto alinhavando,
uma manta montando...

São retalhos de tudo
para vestir no fim, o luto...

São centelhas de recordações
guardadas nos porões...

São promessas em gritos ditas
no momento de dor infinita...

São bandolins tocando pra mim
os sonhos que não terão fim...

São pedaços latentes em mim
que procuram por ti...

São lágrimas molhando
lavando da boca, o canto...

São pedrinhas da beira mar
guardadas para sempre recordar...

São dobras do corpo à pele
sorvendo o que a ética pede...

São caminhadas de idas e vindas...
São retalhos de uma vida.

Iza Mota
Recife-PE

Iza Mota
Enviado por Iza Mota em 01/11/2007
Reeditado em 01/11/2007
Código do texto: T718957
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iza Mota
Recife - Pernambuco - Brasil
785 textos (82092 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:27)
Iza Mota