Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

historias que me contaram: A traição!

Maria minha amiga de tantas datas.Chegou e de uma vez me contou:
-Você nem imagina o que eu fiz? – Falou nervosa
Eu claro nem fazia idéia.E logo quis saber.
E o que ouvi me deixou de cabelo branco.
Maria casada a 30 anos, quis experimentar uma carne nova.Pois se cansou do velho feijão com arroz.O que ela fez?Não é crime!Muitos já fizeram o mesmo!Foi o que falei!É o que ela pensou!
Arrumou um amante,bem mais novo que seu esposo.Por muito tempo saíram escondidos.Se encontraram.Foram pra vários motéis.Tudo era novidade,pra já cansada de ficar só em casa,Maria.
O caso ia bem.Os presentes que ganhava dizia ela ao esposo que comprava.Com que dinheiro?O seu esposo nunca perguntava.Normal disse eu,depois de tantos anos,faz isso por confiança.
O caso já durava dois anos.Maria nunca se sentiu culpada.Pra ela era uma honra ter um amante mais jovem.Era isso motivo de alegria e vantagem.
Mas como tudo que vai volta!Tudo que fazemos recebemos o troco.
Maria marcou um novo encontro.Veio no salão se enfeitar.Fez as unhas,escova,depilação ficou linda como uma rosa em botão.
Ela foi pra sua tarde de amor...
Pobre Maria!Que surpresa e decepção.
Chegado na hora e no lugar do encontro marcado,lá estava seu tão fiel esposo.A quem ela, tão sem remorso, havia traído e enganado.
Estava no carro dela.Entrando no motel.Com uma loira gostosona de tirar o chapéu.
Maria de dentro do táxi,sentiu o coração gela.Sentiu raiva,ódio e pela primeira vez no lugar do esposo,pois a pensar:
-Que  direito tenho de reclamar,se eu fiz primeiro.
Mas seu orgulho ferido de mulher falou mais auto.Esqueceu o que tinha feito,ou o que tinha ido fazer ali.Esperou o esposo entrar no quarto.Desceu do táxi chorando e foi pro quarto combinado.
Pobre Maria.Desgraça quando vem é de uma vez só.
Seu amante não apareceu!A noiva com quem tinha terminado,resolveu voltar.E ele atenção a ela foi da.
Maria entrou de volta no táxi.Humilhada,sozinha!Sentindo a dor da traição.
Arrependida!Arrasada!
Chorando muito ela esperou!Esperou ate seu esposo,saciado como ela tantas vezes ficou saio do quarto.
Ela o seguiu.Viu de longe,ele deixar a outra em casa e voltar pra sua casa.
Quando ele parou o carro e entrou, ela atrás com acusações acompanhou.
Esquecendo do que tinha feito,o pobre esposo como culpado e Maria como vitima ficou.
Os filhos do lado dela ficaram.
O esposo disse que foi a primeira e ultima vez.Que era ela que amava.Que foi uma aventura passageira.
Maria santa e orgulhosa,esquecendo do que tinha feito,não o perdoou.
Seu esposo na rua ficou.
Maria perdeu o amante e o esposo no mesmo dia.
Maria que tanto traiu escondido a dor da traição não perdoou.
A uma conclusão ela chegou: - Nunca faça aos outros o que não deseja pra você mesmo.
Há! O que ela falou por ta lá no motel?
Tudo tem explicação.
Passando na rua tava ela.Quando viu do outro lado.Seu carro.Seu marido.A mulher que tava do lado,uma loira maravilhosa.

qualquer semelhança é mera coicidencia
karla geane
Enviado por karla geane em 01/11/2007
Reeditado em 02/11/2007
Código do texto: T719219
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
karla geane
Extrema - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
1111 textos (130227 leituras)
8 e-livros (1107 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 13:32)
karla geane