Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REVIRAVOLTA (Leiam e comentem)

Lembro da minha infância
Daquela tarde escura e vazia
Eu indo sozinho pra casa
Do carro você olhava e sorria

Quatro léguas pra andar
Fazendo sol ou calor
E meu pai sempre dizia
Meu fio! Ce há de ser doutor

Chegava em casa cansado
E p’ra cozinha corria
Sentava com um copo d’água
Carne, feijão e farinha

Oitos anos se passaram
Eu fui estudar na capitá
Chorava longe de mainha
Mas, sabia, que devia continuar

Quinze anos depois de formado
Novamente encontrei Maria
Agradecendo-me por seu pai
Meu paciente de cirurgia.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 03/11/2007
Reeditado em 22/02/2012
Código do texto: T722410
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
533 textos (13198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 11:54)
POETA URBANO