Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

os meus versos

Eu tenho versos e venenos que morrem e florescem, genial e até banal como os sonhos que  me aqueceram até hoje ;
Recriando cinzas assumindo corpo e alma da essência eu tiro um mundo que cresce;
Embora a vida que se vive ;
nem sempre é vida que se quer ;
o futuro dá-se por inteiro e sem retorno qualquer homem e mulher;
Quantas veses eu fugi, quanto ao dia eu rugi sem cupa nem pecaodo , minha única alegria é saber que sou lido e respeitado.
paulo manuel silva
Enviado por paulo manuel silva em 05/11/2007
Código do texto: T723857

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
paulo manuel silva
Belém - Pará - Brasil, 27 anos
367 textos (8947 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:37)
paulo manuel silva