Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eco na garganta



Na madrugada  campeira, onde o minuano ponteia
as cordas do aramado

O quero quero acordou, e aos berrou anuncio
o dia iniciado

O verde da pampa, simbolizando uma estampa
que tem cultura e história

A água , pura e singela, que no calor da primavera
segue sua trajetória

O gigante abre seu peito, mostrando bem do seu jeito
que tem cerne e raiz

Os bichos vão olhando, com certeza afirmando
tudo auquilo que ele diz.
Prinzo
Enviado por Prinzo em 07/11/2007
Código do texto: T727283

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prinzo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
38 textos (2529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:43)
Prinzo