Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando amanhece lá fora, aqui dentro de mim
Parecem fervilhar, sentimentos e medos,
Desejos e angústia, a espera do dia clarear,
O sono se vai,o sol despontando,
A cama em desalinho, das reviradas noturnas,
 
Os olhos pesados, o olhar meio que parado,
Em uma direção, a espera,
O desejo,a demora, o sol já está alto,
Saio da cama, olho o relógio,5;30 hs,
 
O dia começa, agora,me banho,
Coloco uma roupa, saio para caminhar,
Durante o trajeto, não encontro ninguém,
Só a brisa da manhã, estou só,
 
Chego até a praia, o mar está calmo,
Parece solidário, aos meus sentimentos,

Aos meus tormentos, a minha angústia,
Ao meu desejo, visualizo o horizonte,
 
À sua procura, mas não te vejo,
É como se ele fosse a ponte, que nos separa,
E ali fico imaginando você, pensando em você,
Sem saber quem és,  que ocupas meus pensamentos.
 
Negra Poetisa
Enviado por Negra Poetisa em 08/11/2007
Reeditado em 24/01/2012
Código do texto: T728522

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Negra Poetisa
Porto Seguro - Bahia - Brasil
343 textos (21256 leituras)
14 áudios (922 audições)
3 e-livros (354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:05)
Negra Poetisa