Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje

Hoje quero algo claro
Que esteja certo
Impune as atividades moralistas
Todos temos o senso das regras
Respeitamos e adequamos
Os sonhos crescem e muitas vezes multiplicam
Ironizam nossos atos
Mártir para a conclusão do meio social
Temos certeza do começo e onde queremos chegar
Quem pode mudar nossa segurança
Transformar o que esta certo
Criam uma nova base que sustenta sua hipocrisia
Tudo parece mais fácil agora
O conceito é duvidoso
Pois a verdade não é apenas uma
A sua, a minha e a nossa
Não vou procurar mais nada
Respeitar minha existência
Viver sem abrir mão de ser e agir
Deixo a gloria para você
Quero a paz desmedida
O superficial passou e não tem mais espaço
Me aprofundei nos atos
Construi pensamentos
Dediquei minha cabeça a fio
Tive liberdade da ignorância teatral
Minha base do que é de César foi quebrada
Não consigo mais chorar
As risadas prostraram para a serenidade
O brilho das palavras foi trocado
Quando nos encontrarmos não tem mais volta
Prisioneiro da dor
Sempre testando nosso valor
Permitem destruir o amor
Em troco de uma nota de cem
Rodrigo Figueiredo
Enviado por Rodrigo Figueiredo em 08/11/2007
Código do texto: T729339

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Figueiredo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 39 anos
11 textos (209 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:35)
Rodrigo Figueiredo