Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aquele nó...

É um vazio feito de pequenos mundos
E no vazio um poço de lodaçal de águas paradas
Onde há muito se afundou o grito do nosso ser
E nesse poço aquele nó … um nó sem laçadas
Que tem nada a ver com as vísceras enfastiadas
É um nó no vazio atulhado daquilo que fomos
E do que ainda não sabemos e porventura somos
É um nó no espaço do vazio do desconhecido
Onde atámos a saudade que não sentimos
É um nó feito do passado que ficou esquecido
Onde amarrámos os amores que repelimos
É um nó que nos lembra o presente não vivido
Onde abafámos os desesperos perdidos
É um nó feito da ânsia calada e do desejo morto
Onde os quereres jazem agora amortecidos
É um nó das culpas que sempre ficaram negadas
Onde as memórias se fizeram dispersas
E o caminho não trilhado de esperanças mudas
É um nó de uma enormidade de pequenos nadas…
Julieta Ferreira
Enviado por Julieta Ferreira em 12/11/2007
Código do texto: T734268

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Julieta Ferreira
Portugal, 65 anos
9 textos (294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:35)
Julieta Ferreira