Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu jeito de ver o mundo

Todas as vezes que fico diante de um papel, não resisto e me lanço.
No mundo desconhecido do pensamento.
Vejo muitas coisas, sinto muitas dores...Aprendo com a vida!
Observo o mundo e ninguém me nota.
Levo para casa muitas perguntas.
Deito triste sem respostas.
Mas a vida continua, Ela é árdua.
Uma criança pede esmola num sinal...ninguém olha.
Pois é fruto de um mundo desigual.
Quem é rico não se importa.
Seu mundo é feito de ouro...não de esmola.
O Brasil não cuida bem de seus filhos,
A saúde esta esquecida, a violência nem se fala...
Os idosos estão cansados de tanto reclamar...Sem resposta!
Do outro lado do mundo..."Crianças mortas...”.
Famílias inteiras destruídas
Aquecimento global esta batendo em nossa porta
Guerras intermináveis...Pessoas inocentes pagam com a vida...
Sou um poeta de muitas palavras
Cidadão desconhecido pela mídia
Não sou jogador nem artista
Minha paixão é escrever sobre coisas cotidianas
Uso palavras...Ponho sentimento...Tenho coração...
Pois se continuamos a destruir tudo que vemos
A natureza mostrará quem perde e quem ganha
O ar estar poluído, a água contaminada, o gelo derretendo.
Como em milhões de anos atrás a vida deixara de existir...

"Todas as vezes que abro a janela da minha casa... vejo o mundo se transformar..”.
Nuno da silva pereira
Enviado por Nuno da silva pereira em 12/11/2007
Reeditado em 03/01/2011
Código do texto: T734494

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno da silva pereira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
22 textos (1129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:01)
Nuno da silva pereira