Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE QUERES TU DE MIM?

QUE QUERES TU DE MIM?

 -Que queres tu de mim?
“Dar-te a VIDA”!
“Fazer-te passar
por todo o encanto,
toda a ternura
que o mundo encerra.”

 “ Fazer-te sentir na pele,
o frescor do vento,
o calor do sol,
dar-te de beber
em minha fonte,
ensinar-te a caçar
e sobreviver,
fazer-te pensar
preparar-te,
para mais tarde
sendo amada
poderes também amar. ”
 
-Que queres tu de mim?
Tu a quem me prepararam
um dia,
para que viesse então a me dar?
-De ti? Não quero nada!
-Mas, se eu te amo!Não me amas?
-Não!
-Mas, se a Vida me disse:
“Quando fores amada saibas amar...”
-Não és a minha amada,
houve aí um pequeno engano.
Gosto de ti. Gosto somente,
Mas não te quero
permanentemente.
Nem siquer te tenho
em mente!

-Mas,ouve, escuta, por favor,
é a ti que me dou
tão intensamente!
-Pena! Estás errada.
Não posso amar-te.
Não vês? Não poderia
nunca dar-te
algo que não possuo.
Tenho coração de pedra.
Posso apenas sentir-te,
ajudar-te, orientar-te,
dar-me, nunca!
-Nem que te implore?
-Nem que chores.
- E que faço então,
eu que te procurei
todos esses anos,
nessa corrida alucinada
desvairada,
pensando que talvez
nem existisses?

-Isso não é nada.Sê tranqüila.
És bem mais feliz que eu,
que não procuro
e tenho um coração
sempre escuro,
sempre agreste,
insensível às grandes mágoas...
Ah! Lastimo!
Mas, eis que
a aurora
não tarda!
Foi um prazer conhecer-te!
 
-Que queres tu de mim?
“Levar-te.”
-Mas, porque seguiria contigo,
quando vejo dobrar a estrada
meu amado,
Que foi embora?

-Por que não falas, e
por que deslizas no espaço?
“Estou cansada e  deslizo
porque sou etérea”
 -De onde vens?
Para onde queres
levar-me?
“Quero dar-te algo precioso,
que até agora procurastes
e te foi negado!”
- O que?
“Vens comigo?”
-Não sei, gosto de ti
apesar do teu jeito gozado...

“Se vieres comigo,
terás sempre
ao teu redor
coisas belas e ternas.”
“Não sentirás frio
nem calor,
terás carinho
e tudo aquilo
que anseia teu coração:
Luz, Paz e Amor”
 
-E que te daria eu?
“Teu corpo, criatura,
tua alma doce e pura!”
- E por que escolhestes
logo a mim,
se até hoje ninguém
se preocupou
com minha sorte?

“Por que te compreendo,
e preciso no meu reino
do teu espírito criança”
“Vens comigo?”
-Vou! Qual teu nome?
“MORTE”

TCastro
Enviado por TCastro em 14/11/2007
Código do texto: T737502

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TCastro
Lambari - Minas Gerais - Brasil
45 textos (2461 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:29)
TCastro