Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

abandono

Abandono
Repleto de expectativa inútil
Ansiedade frívola
Pelo encontro dos olhos,
Dos lábios ou das mãos

Abandono
Envolto uma multidão ruidosa
Ganindo, gemendo e
Urrando dores solitárias
de desertos ácidos

Abandono
Ódio sub-reptício
Sobrevivente entre estreitas
Frestas, pelas
entranhas mortas,
mucosas necrosadass
e, desfiantes

Abandono, uma mão solta
no ar
um corpo solto em plena existência,
à procura do improvável oxigênio

Um olhar reticente a procura
De um referencial desaparecido
Ruínas contornadas de maldição

Saudade das saudades
da lembrança imorredoura
do definitivo frugal e diário
que morre fatidicamente amanhã

Abandono
Carcioma da convivência
Presença virtual e fictícia
Ilusão de sombra
E contraluz
Contraste de claro-escuro


Sua ausência presente
E estampada em todas as paredes
Escorrendo por ralos,
Ladrilhos frios,
dobradiças enferrujadas

Silêncio embutido na mágoa
Gotejando continuamente
Minando,
Apodrecendo as
vigas e pilastras
Bases profundas de areia movediça

A engolir passos
insanos a procura da lógica
intrínseca do mundo

Abandono
Abismo do desamor
do desapego,
Da invisibilidade,
Da insensibilidade,
Doação vazia
Carta anônima

Bilhete de suicida
Morte anunciada
Sepultada pela inércia
E indiferença.
Lápide em branco
E sem flores.



Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 18/11/2007
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T741961
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1672 textos (3754451 leituras)
35 áudios (5090 audições)
25 e-livros (144555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 21:14)
Gisele Leite

Site do Escritor