Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coisas da Amizade


Pode ver as pétalas sendo levadas pela tempestade?
Nos ventos que assobiam e cortam como navalha...
Pode ver os resquícios imortais da nossa amizade?
Nos ventos que nos levam para o campo de batalha...

Eu estou do seu lado, como seu amigo e guardião...
Eu estou do seu lado, como seu amigo e seu irmão...
Queria poder mostrar o mundo como eu conheço...
Mas esse é um privilégio que eu não mereço...

A dúvida que eu vejo nos seus olhos me corrói...
Você tem medo de se aproximar da realidade...
E mesmo quando sinto que sua falta dói...
Lembro-me da sinceridade de nossa terna amizade...

E eu sei que nem sempre estaremos por perto...
Mas também sei que tudo é tão incerto...
Das nossas histórias eu guardo boa lembrança...
Mesmo caminhando separados respeitamos nossa aliança...

Muito me alegra ver você rindo... Vê-la feliz...
E sou hoje observador das nossas histórias...
E admiro você por ter feito muito mais que eu fiz...
Uma vez que sempre sou náufrago de minhas memórias...

Como seu amigo eu apenas posso dar-lhe uma opinião...
Mostrar-lhe, quem sabe, um pouco do que eu posso ver...
Com o cuidado de respeitar suas lágrimas como um irmão...
E acompanhar você até onde eu consiga sobreviver...
Callis Morius
Enviado por Callis Morius em 20/11/2007
Código do texto: T744136

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Callis E. Morius - Pedro Penido). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Callis Morius
Itaúna - Minas Gerais - Brasil
38 textos (1439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:38)
Callis Morius