Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranha visão

Quem sou eu?...

Nasci do pó, e um dia tornarei.
O final para mim é o recomeço.
Quase tudo já sentir, porem não sei expressar.
Quando penso em fazer o bem, o mal já pratiquei.
Quando estou feliz, vejo-me triste.
Quando tenho paz, falta-me sossego.
Quando tenho sossego, estou em tribulação.
Quando penso em criar, já terminei.
Quando respiro, me falta fôlego.
Quando estou perto, vejo-me distante.
Quando tenho vontade, me falta coragem.
Quando tenho fé, me falta amor.
Quando necessito de amor, o ódio se faz presente.
Quando tenho amor, estou só.
Quando estou só, sempre tem alguém.
Quando estou amando, não sou amado.
Quando sou amado, não estou amando.
Quando estou ferido, tenho forças.
Quando tenho força, vejo-me fraco.
Quando estou morrendo, me sobra a vida.
Quando enxergo a vida, fico cego.
Quando estou cego, vejo bem.
Quando a visão é perfeita, sinto imensa necessidade de aprender a ser quem sou!


Serjr
Serjr
Enviado por Serjr em 20/11/2007
Código do texto: T744528

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Serjr
Recife - Pernambuco - Brasil, 33 anos
24 textos (1320 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:11)
Serjr