Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que de nós restou


Todo aquele amor
como um ópio que me embala
mistura de prazer e dor
que bem fundo no peito cala
agora queima sublimado
não mais duma paixão que arde
dentro dum coração apaixonado
que agora... meio covarde
se lambuza na solidão
se enche dum importuno vazio
que se veste da escuridão
do que outrora foi uma chama
e agora... um solitário pavio
que por tua luz ainda reclama
mas pela tua insensatez... chora
como lágrimas de parafina
dum ponto flamejante que foi outrora
ardente... como tenaz lamparina
que banhava o escuro... que repudio
com o brilho do que foi uma paixão
e agora... apenas inconsolado pavio
apagado... dentro do meu coração


20 de junho de 2007, 19h37
guerinis@uol.com.br


Silvio Guerini
Enviado por Silvio Guerini em 20/11/2007
Código do texto: T744758

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e link para o site www.silvioguerini.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Silvio Guerini
Santo André - São Paulo - Brasil, 58 anos
37 textos (27604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 14:05)
Silvio Guerini

Site do Escritor