Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                Navegantes....

              Tempos felizes...
               Tempo das descobertas
               Indefiníveis velas ao vento
               Buscavam ilhas longinquas, incertas...

             Nós, inocentes marinheiros a  postos! 
             E os olhos nossos...! Infindos oceanos,
             Belos, azuis, no horizontes postos

             Vasculhavam ávidos, insanos,
             Insondáveis mundos fugidios...
             Ah! Ver-nos assim ufanos
             Ao embalo dos mastros...

           Agora...
           Ai  desengano!
           O mar agora é  demarcado,
           Tem cada onda, nome, dono...
           Previsíveis destinos e rastros..
           Não tem sentido esta fome
          Esta sede a clamar...
          Só nos resta tristonhos
          A nossa rede guardar....
          Não tem sentido as redes
         Se os sonhos morreram no mar..
               
            
Teca
Enviado por Teca em 21/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T746330

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Teca e o site www.recantodasletras). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Teca
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1129 textos (123629 leituras)
5 e-livros (1490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 20:50)
Teca

Site do Escritor