Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sob suas asas...

Suas asas eram enormes.

Um ser grandioso.

Confesso que senti vontade de curva-me,

Afinal nunca vi tanta beleza, imponência, força... força? Que força?

Estava chorando e no seu semblante reluzia tristeza.

Como isso era possível?

Então aproximou se e com uma voz que mais parecia o vento na capoeira falou!

Nada mais nos resta, tudo está perdido!

No mesmo instante entrou em desespero e a dor o contorceu até se revirar no chão e

desapareceu.

Juro que não entendi nada virei às costas e sai.

No caminho vinha pensando o que estará perdido?

Se o nosso mundo é perfeito!

Sei não, esses anjos de hoje...
Armando Vidal
Enviado por Armando Vidal em 21/11/2007
Reeditado em 29/10/2008
Código do texto: T746444
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Armando Vidal
Fortaleza - Ceará - Brasil, 39 anos
179 textos (6092 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 13:32)
Armando Vidal