Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cachoeira da Fumaça


Tantos sábios
Defenderam que a energia
Nunca se cria,
Mas eis que a natureza
Responde
Revelando a mais completa
Anomalia.

Se foi obra do divino,
Não podia ser mais perfeito
Na escalada de seis quilômetros,
Esbarra-se em rios
De águas escuras,
Que por encanto
Se junta do nada.
Pois ali é o ápice das montanhas,
O cume, o vértice,
O cimo da mão de Deus.

A água vem do roçar
Das pedras em ato de amor,
Dos galhos verdes encharcados,
De desejos de vida.

Se junta não se sabe como.
E no volume,
Por milagre,
De cor de terra,
Cai branca transparente.

Em queda livre,
Que de tão alto
Retorna sem tocar ao chão,
Carregada ao vento,
Colocada novamente no rio que cai,
Revelando assim o moto-contínuo.

Caprichosa a natureza
Sempre clara e transparente,
Mostra que tudo é possível
Quando se nela apenas sente.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 22/11/2007
Código do texto: T747154
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1839 textos (51483 leituras)
1 áudios (2458 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:28)
Lorenzo Giuliano Ferrari