Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Grão

Na multidão que transita neste chão, eu sou um grão.
Não um grão qualquer, um grão que trabalha.
Um grão que exige respeito e sente gratidão.
Um grão que cai, se machuca e retorna à batalha.

Milhões de grãos iguais a mim já têm maior importância,
Erigem prédios, fazem casas e até castelos.
Pois somados e de mãos dadas superaremos a ignorância
De quem nos considera apenas um resto, um farelo.

Com alguns punhados de grãos de trigo fabrica-se o pão,
Quem vive sem ele? Quem vive sem arroz, sem feijão?
Afinal, tudo que existe não é formado de grãos?
Não são as pequenas partículas que formam a imensidão?

Portanto ninguém há de se sentir pequeno,
Nossa relevância é evidente, fiquemos serenos.
Pois com os pequeninos soldados de uma nação.
Formaremos um imenso exército a favor da união.





NilzaFreire
Enviado por NilzaFreire em 22/11/2007
Reeditado em 19/10/2016
Código do texto: T747333
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NilzaFreire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
448 textos (10240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:13)
NilzaFreire