Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONCEDE-ME

Por aquilo que sou e vivo,
Louvo-te Senhor!
Tudo passa como o vento
que nem mesmo sabemos de onde vem ou para onde vai...
Certo, porém, estou que tudo Te pertence e para Ti voltará.
É por isso que a vida é dinâmica e pelo seu dinamismo,
seguimos o rumo do encontro definitivo contigo Senhor...

Quanta sabedoria e precisão em todas as coisas criadas...
Como seria bom correspondermos
ao amor exposto aos nossos olhos
cada vez que contemplamos a obra de tuas mãos...

Mesmo neste mundo de contradições...
A verdade prevalece sempre porque ela é única,
seja qual for a realidade ou circunstância.
E ainda que não queiram, o bem vence.
Ele vence, mesmo quando perde...

Por isso, concede-me, Senhor
permanecer em Ti , por Te e para  Ti
todos os dias de minha vida no tempo...
Porque sou feito de eternidade
e somente a eternidade nos satisfará
sem que precisemos mais do tempo...
Visto que o desejo de perenidade já é...

Senhor,
Como pensar essa felicidade eterna
a partir da fragilidade que vivemos?
Não dá...tudo é confuso...desconexo intento...
Fazendo analogia:
é como um cisco comparado ao Universo Infindo...
Então, bem vinda seja, Senhor,
essa tua natureza divina
que nos há de realizar infinitamente...
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 22/11/2007
Reeditado em 30/12/2007
Código do texto: T747383
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frei Fernando Maria
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 58 anos
999 textos (231977 leituras)
87 áudios (18973 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:17)
Frei Fernando Maria

Site do Escritor