Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mãos queridas

O mau da morte,
que assim, aos leigos,
justifica a insanidade,
aflora e desenterra bálsamos
afloridos de vivências
vampíricas.
Adorna a dor
que nos vivifica
o espírito descrente,
que faz amor
como uma criança
faz tolices e artes discênicas.
Nossos heróis,
que nunca existiram,
são insistentes
em nos tocar com displicência,
na esperança de nos vendermos,
pois a pele e o calor
de nossos corpos
são frescos e apetitosos.
Como nomes...
Natálias e Dons Juans...

E a morte, velhaca e desbravida,
recolhe de perto mãos desferidas.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 22/11/2007
Código do texto: T747808
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 30 anos
326 textos (14354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:31)
Dil Erick