Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMENTE ESTONTEADO

Os olhos marcantes, latentes...
não se escondem nas burcas...
ficam expostos...
envolventes....te levam a bruma.
E os mistérios deste olhar...
ficam parados no tempo...
Te fazem topar os sentimentos.
Devaso, impiedoso...
os olhos não escondidos...
remetem os pensamentos...
crapulosos são eles...
não se respeita o momento.
A solidão do olhar...
faz lembrar profanidades...
que permanecem na eternidade...
do ímpio pensamento.
Este que fica a navegar...
como delito lascivo....
a sonhar com o encontro...
do olhar para talvez acalentar.
E quando existir o momento...
não vais tirar a burca...
não quero entender os teus mistérios...
quero aproveitar....
a insana obscuridade
que tanto insiste em me estontear.
Letícia Coelho
Enviado por Letícia Coelho em 24/11/2007
Código do texto: T751335

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria Letícia Coelho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Letícia Coelho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
8 textos (310 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 20:08)
Letícia Coelho