Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ele

Ele

Veio de repente
assim como folhas ao vento
pousou em meu pensamento
o vitral de emoção

Fez de conta que não era
quem era,
desfez toda certeza,
que a incerteza possa ter
não mais que um instante

fez tudo parecer jardim
e disse para as borboletas
cuidarem das flores
pediu mil e um carinhos.
Deixou tanta saudade...
E a flor murchou no peito
Só o teimoso pau d’ arco floriu
mostrou a primavera
no tempo seco e triste

abriu a porteira
das paixões perdidas
em emoções mortais
de repente o vento vem
e levanta as flores do chão,
balançando o pau D' arco
festejando as
sementes de tantas paixões
são as ilusões coalhando o chão
gravando com a luz das estrelas o tapete bordado
do seu nome no céu da minha vida.
adryayussef
Enviado por adryayussef em 25/11/2007
Código do texto: T752732

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
adryayussef
Goiás - Goiás - Brasil
94 textos (3308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:12)