Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia de Poesia


Qual o mistério?
Qual o significado?
Qual o argumento?
Qual o pecado?
Qual o sentimento?

O que passa pela sua cabeça?
O que escorre por entre suas mãos?
Qual o cansaço dos seus olhos?
Qual a loucura nos versos sãos?

O céu está nublado...
O vento assobia...
Há gente nas ruas...
O dia é pura poesia...

Basta olhar...
Gente chorando...
Gente gargalhando...
Gente sofrendo...
Gente conquistando...

Nos mares de asfalto e concreto...
Somos todos restos do passado...
Nos mares de asfalto e concreto...
Somos todos restos do passado...

Eis o horizonte no limiar da loucura...
Erguido por sobre as vastidões do futuro...
Eis o mistério do tempo que não cura...
E o presente é minha flâmula no escuro...

Callis Morius
Enviado por Callis Morius em 26/11/2007
Código do texto: T753470

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Callis E. Morius - Pedro Penido). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Callis Morius
Itaúna - Minas Gerais - Brasil
38 textos (1439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:04)
Callis Morius