Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU NOIVADO

Então murmurando falo
pode encher ate o gargalo
sera a noite toda assim...
Hoje estou derrotado
soube de seu noivado
isso parece ser meu fim...

Estou atolado na desgraça
estou buscando na cachaça
o que animal, não busca no capim.
Com uma tristeza desse porte
sinto a presença da morte
não sei o que sera de mim...

Sei que não tem outro jeito
pois a dor que sinto no peito
não tem a cor do jasmim...
Não existe remédio e nem soro
que possa conter esse choro
e pior que uma dor no rim...

Me sentindo como um inseto
eu acabei vindo direto
beber aqui nesse botequim...
Muito logo, daqui não saio
sinto-me no fundo de um balaio
sem o forro de um alecrim...

Sera uma noite de horrores
por que não vejo mais flores
que existia no meu jardim...

Não se importem se eu chorar
e se essa cachaça acabar
me abra um barril de gim.















GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 27/11/2007
Código do texto: T754958
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2611 textos (231168 leituras)
31 e-livros (2316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 00:13)
GIL DE OLIVE