Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" Droga de droga"

Coca que não é liqüido?
É pó maldito !
Dependência viciada, consciência dominada,
Pó de mico, coca divina,maldição !
cocaína. . .
Viagem insólita, vida morta, pobre de quem usa. . .a coca.
Vive uma vida sem volta, sem ida, onde uma droga vale uma vida,
Uma droga de vida !
Se só a coca existisse talvez houvesse uma cura,
Pra livrar a gente dessa parada dura. . .mas,
Há a Canabis ativa, uma planta nativa,
Leviana pura,quando dá ajuda ou então elimina,
deturpa a mente e o homem não sente,
E o mal que lhe causa depois se arrepende.
Se falarmos de droga que abate, falamos do Crack,
Que não é o do futebol, mas que acha cliente.
Isso me faz sentir dó por ver que um pouco de pó destrói tanta gente.
O álcool também é droga fatal,
Atrai desgraça, produz tanto mal,
Que o homem " mamado" fica inimputável,
Na forma drogado é irresponsável
E por um mal causado à luz do direito,
Ainda encontra respaldo !

beto poeta
Enviado por beto poeta em 29/11/2007
Reeditado em 19/03/2008
Código do texto: T757949

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de José Roberto dos Santos silva e o e- mail pegasus_gja@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
beto poeta
Guarujá - São Paulo - Brasil, 48 anos
49 textos (4036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:33)
beto poeta