Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cura Revolta


Tem coisas que não se pode mudar...
Mas outras são passíveis de mudança...
Tem gente que não sabe cantar...
Mas tem gente que não vive sem esperança!

Eu já tenho saudade dos tempos de amanhã...
Tanto vai mudar, nos ventos da tempestade...
Eu já tenho saudade daqueles dias de temporal...
Minhas vidas e minhas loucuras... Nossa fraternidade...

Irmãos de sangue e de sonhos sangrados...
Guerreiros do tempo e dos tempos sonhados...
Há uma flâmula e um último bastião de coragem...
Amor sincero e o mais nobre espírito selvagem...

Eu preciso de alguns tragos para sobreviver...
Pois eu vejo a podridão e a sinto muito mais...
Pois sou observador da loucura, do enlouquecer...
Náufrago completamente apaixonado por temporais...

Eu tenho um bom pressentimento, eu confesso...
Porque as coisas estão aí para quem queira olhar...
Eu não sei mais as condições do meu regresso...
Porque os caminhos mudam a cada novo caminhar...

Talvez eu seja um mero bobo e sonhador...
Talvez eu seja muito mais que um coitado espectador...
Talvez a minha voz faça alguma diferença...
E alastre-se a cura revolta dessa doença...
Callis Morius
Enviado por Callis Morius em 30/11/2007
Código do texto: T759551

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Callis E. Morius - Pedro Penido). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Callis Morius
Itaúna - Minas Gerais - Brasil
38 textos (1439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 18:43)
Callis Morius