Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS MENININHAS DE MINAS

          AS  MENININHAS  DE  MINAS

...Aflorando jardins de pedras e sangue
             semente por semente, futurescas,
menininhas do mais alto luxo e beleza acontecem
             entre espinhos medonhos
             que protegem vidas afins
nascidas desse tropel invisivelmente insano
irsado nas águas mornas  e festivas
              dos ares do amor maior.
Nominadas, os pequeninos fenômenos da arte estão
heroicamente sonhando outras flores vitais
                que os corpos unidos replantaram,
ariscas e ávidas promessas de lindos fotos
                 da mais sublime felicidade.
Fogo-fatuo sob salva de beijos de seus pais,
                 sorriem e saltitam dadivosas e ricas..
intemeratas, ao sol de todos ou outros risos.-
Envides  e  enredos se somam as cotas mais desejadas
                  pelos olhos  de seu coração inocêncio.
- Entre momentos fermentados de balas e bonecas,
                   dia  inteiro, mementos.
Minas fomenta o pó dos eventos e derrota a fome.
Os ventos desarvorados morrem de inveja benigna
pela  alegria e beleza de nossas meninas.
- Aguas passam para não mais voltar as cachoeiras.
Lindíssimas e bem-cuidadas cabeleiras se exibem,
enquanto  a  luz  do sol ensaiam serenatas belas
para o luar oferecer para elas já mocinhas.
- Agônicos  e desalmados , animais, por todos os lados,
                    safram namoros ferocíssimos.
Sou testemunha  ocular deste fanalismo eugênico .

                                    xxxXXXxxx

Observação:  o poeta  Wilson sempre se encontra disponível
para conversar em qualquer bar  mediante pagamento  de
um  “drink”


Wilson Miranda
Enviado por Wilson Miranda em 01/12/2007
Código do texto: T760611
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Miranda
Mutum - Minas Gerais - Brasil, 86 anos
5 textos (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 18:01)