Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperando Outro Amanhecer



Arrasta-se o tempo de toda a espera
e em noites escuras derramo solidões.
Sou desprezo em outras demasias,
ferino e ardente sob um manto cruel.
Feridos andam meus brios,
ego insatisfeito, contrafeito no egoísmo,
perdido num esquecimento solitário.
Na mesma inconveniência permitida
de tantas falsas presenças,
escondidas atrás de falsos nomes,
palavras soltas e descomprometidas,
sem teores reais ou anímicos.
desfazem meus sentimentos puros...
Seres artificiais e completamente vazios
preenchem minha tela com a ausência de cores,
aumentando assim meus dissabores,
e eu esperando outro amanhecer...


ENIGMA
Enviado por ENIGMA em 02/12/2007
Reeditado em 12/04/2013
Código do texto: T762321
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ENIGMA
Seattle - Washington - Estados Unidos
1120 textos (183153 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 08:11)
ENIGMA