Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insônia

As palavras sumiram
Há dias não sinto o fervor de liberdade
Há anos não estou mais vivo
Neste mesmo tempo impreciso e descabido
Não consigo mais respirar
Sinto falta do ar, sonhar
A confusão me pertuba
Pois não tenho a mim mesmo

É como ter asas e não saber voar
É como viver sem amanhã
É como dormir e não sonhar
É como cair do céu e não poder voltar

A realidade me turva
A vida me confunde
Palavras e palavras
Nada sai, nada vive

As letras da raiva me dominam
O mundo parece voar

Só eu fico
Acordado sem sono, sem lugar
Anjo Enfermeiro
Enviado por Anjo Enfermeiro em 02/12/2007
Código do texto: T762378
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anjo Enfermeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
198 textos (6752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 04:57)
Anjo Enfermeiro