Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apocalipse urbano

Apocalipse Urbano
         
Leio o jornal e as notícias,
São como navalhas carnívoras
Sedentas por sangue!
Ligo a televisão e a programação,
Fere-me os olhos com o pus hipotético
Da desgraça humana!
Vou à janela e vejo pessoas,
Comendo sobras de lixo
Como se fossem bichos!
Saio de casa atordoado
E vejo bichos de aço,
Devorando suas presas
E as vomitando em cada parada!
Seres maléficos da existência humana!!!
Mais surge do nada.
Do caos e do cimento
Uma rosa desbotada
Não tem cheiro, não tem cor!
Mais rompeu o concreto.
poeta plebe
Enviado por poeta plebe em 03/12/2007
Código do texto: T763151
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta plebe
Abreu e Lima - Pernambuco - Brasil, 40 anos
108 textos (2551 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 18:49)