Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eterno

Eu grito alto aos ventos
Com uma voz sombria
Quase que sem forças
O que sinto,mas nada ouso

Resta-me o quê?... eu lhe pergunto;
Viver esse desejo maldito?
Que mal terrível eu fiz ao mundo?
Escuto apenas meus batimentos aflitos.

Caminho entre os vivos
Quase que morta
As multidões passam quase
Que em silencio!

Pois bem abriram-me a cova
E não gosto da figura que ali se aloja
Agora em meu peito se encontra a espada
Ama-te sombra miserável .

Mas como é insuportável à solidão eterna
As noites frias  congelam minhas
 Lagrimas em meu corpo frágil
Não sobrou nada!... apenas os
Ventos que me fazem companhia!
Yasmin Meirinho
Enviado por Yasmin Meirinho em 06/12/2007
Código do texto: T766799

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Yasmin Meirinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
93 textos (2672 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:37)
Yasmin Meirinho