Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MAGIA DAS PALAVRAS


Acordei, vi-te junto à janela
mirando a lua, que beleza, pensei eu.
Subitamente, a janela se abriu
e mil palavras entraram por ela,
vindo esvoaçar sobre o corpo teu,
que desnudo, logo se cobriu.

Deslumbrado com tal magia,
ajoelhei-me perante beleza tal
e em prece, beijei cada uma,
enquanto as lia.
Rápido reparei que não suavam mal,
era um poema não um jornal.

Então tomei consciência
que estava diante do mais sublime dos poemas
o teu corpo nu,
e não tendo o Homem qualquer Ciência
ou Filosofia para os teus problemas
resolvi tratá-los por tu.
Beldroega
Enviado por Beldroega em 07/12/2007
Código do texto: T768733

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beldroega
Portugal, 51 anos
44 textos (1094 leituras)
9 áudios (165 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 22:41)
Beldroega