Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER PAI! ( ACRÓSTICO)

Sonhos... sonhos de uma vida
Esperanças às vezes perdidas
Realidades, algumas doídas

Pesadelos... pesadelos de um sofrimento
Alegrias das realidades vividas
Imagens de um ou dois tormentos

É na noite que passa...

Esperando o filho que não chega
Sem reclamar da hora que tarda
Tamanha angústia no peito
As preces, pedindo um retorno tranqüilo
Restando-me somente a fé, naquilo que acredito

Ser o meu anjo protetor, meu pai, meu amigo!
E é com ele que me agarro
Muitas noites de aflição
Pai preocupado na casa
Rejeita o café, posto em mesa
Em um só pensamento

Juntos, pai e filho se encontram
Um, pediu calma, o outro diz: Por favor, cuidado...
Ninguém imagina a alegria, quando
Tudo chega ao fim, é o filho que chega sem jeito, É
O pai que o abraça e sorri!



EU PARTICIPEI DA MARATONA DE ACRÓSTICOS,
VENHA VOCÊ TAMBÉM!



















 
Paulo Cesar Coelho
Enviado por Paulo Cesar Coelho em 20/01/2006
Reeditado em 09/03/2020
Código do texto: T101540
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Cesar Coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2722 textos (574534 leituras)
71 áudios (7199 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 20:07)
Paulo Cesar Coelho

Site do Escritor