Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ciladas


ÀS VEZES NAS CILADADAS DA VIDA
FUGIMOS DO MEDO, ARMADILHA DA MORTE.
FAREJAMOS SEGREDOS, APONTAMOS OS DEDOS.
E ESQUECEMOS QUE O AZAR
PRO SEU PRÓPRIO AZAR
NUNCA TEVE UM DIA DE SORTE

ÀS VEZES NAS CILADAS DA SORTE
CANTAMOS E RIMOS, PURA ARMADILHA.
SENTIMOS CERTEZAS, SUSPIRAMOS ALIVIOS.
ESQUECEMOS QUE A FELICIDADE
É UM ´´CURTA METRAGEM´´
DO FILME DA VIDA

ÀS VEZES NAS CILADAS DO AMOR
SOFREMOS CALADOS, BUSCANDO O PRAZER.
DISCUTIMOS O OBVIO, COMO SE SOBRIO.
BEBADOS CHEIOS DE CORAGEM
VIVENDO EM CADA MIRAGEM
A AVENTURA DE VIVER

ZÉ PAULO MEDEIROS
ze paulo medeiros
Enviado por ze paulo medeiros em 30/01/2007
Código do texto: T363666

Comentários

Sobre o autor
ze paulo medeiros
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 65 anos
75 textos (11183 leituras)
1 e-livros (127 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 06:01)
ze paulo medeiros