Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
*** DEIXE O MEU AMOR ENTRAR EM SUA VIDA. ***
 
D * Devo acreditar que nunca a esqueci, sei que existia amor.
E * Essências suas em mim vivem, elas vivem dentro de mim.
I * Ilustre foi o nosso amor, tudo era divino, não havia temor.
X * Xeque-mate dela levei, depois do meu erro, vi o meu fim.
E * Esquecê-la é impossível, hoje ela nem ouve o meu clamor.
 
O * O que eu faço da minha vida, sem ela, não sei o que fazer!
 
M * Minha vida não tem mais sentido, ela era a minha doce luz.
E * Espero por ela, vejo que a cada dia sem ela tenho pesadelos.
U * Una em minha vida ainda é, o amor dela em mim ainda reluz.
 
A * As cores do nosso amor se exalam, são belas como as flores.
M * Meu ser já não a reconhece, ainda sente dela bastante falta.
O * O que era pra ser amor entre nós, perderam todas as cores.
R * Rever ela com outro amante dói muito, meu cerne se exalta.
 
E * Essências delas vivem comigo, ela é forte, ama me magoar.
N * Nunca colocarei outra no lugar dela, sou dela, vivo por ela.
T * Tudo que fiz foi ser dela, sei que errei, ela há de me perdoar.
R * Resta saber até quando, eu viverei padecendo à mercê dela.
A * As dores do amor não cessam, meu amor não para de ecoar.
R * Rezo para que um dia ela volte, sem ela não existe aquarela.
 
E * Efusivo foi o nosso lindo amor, fui amado enquanto durou.
M * Marcas delas vivem em mim, hoje, agora ela foge de mim.
 
S * Sofro, choro eu a sinto por dentro, eu ainda a desejo tanto.
U * Una em minha vida, ela sempre será, adoro todo o seu ser.
A * Amor igual ao meu ela nunca mais terá, eu a amo, garanto.
 
V * Volte: vamos reviver o nosso fiel amor, o amor que vence.
I * Ilustrar a nossa paixão ainda nutrem os meus sentimentos.
D * Deixe o amor entrar em sua vida, o meu amor te pertence.
A * Ainda a quero, a sinto, reviverei com ela novos momentos.
 
 
*******************************
 
 
José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
“Dom Lorde”
Ceilândia/DF.
Quarta-feira, 20 de junho de 2018 – 23:42.
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 09/01/2019
Reeditado em 12/01/2019
Código do texto: T6546883
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
1773 textos (164279 leituras)
1 áudios (36 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/19 21:51)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA