Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENQUANTO O POETA SONHA

Enquanto o poeta sonha,
Nada fica parado só ele
Que viaja em pensamento
Uma viagem solitária.
Ah, vai para o país da poesia
Não vê nem ouve som algum
Tudo acontece em silêncio,
O poema se forma aos poucos.

Os versos fervem nas artérias.

Pulsam igualmente o coração,
O poeta percebe as pontadas;
Enquanto as letras são paridas
Também afloram dores do parto:
Ah! As poesias são novos filhos.

São nos sonhos que vão chegando,
O poeta principia enfim o retorno;
Noite começando a avistar o dia,
Horas vão alertando as sentinelas:
Amanhece e o Sol seca o orvalho!
Roberto Jun
Enviado por Roberto Jun em 30/06/2020
Código do texto: T6992016
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Roberto Jun
São Paulo - São Paulo - Brasil
1553 textos (43555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 17:36)
Roberto Jun