Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BATALHA SOLITÁRIA DE UM HERÓI


A BATALHA SOLITÁRIA DE UM HERÓI: 29/03/2005
– O MUNDO CONHECEU O VERDADEIRO PODER DE UM LÍRIO!


Diz que é muito mais fácil chegar ao topo do que se manter nele... O mundial cultural do CCLM de 2005 fez valer a máxima e mostrou que um guerreiro nem sempre vence só com sua técnica, mas também precisa aprender com seus erros e lidar com suas próprias limitações... Um verdadeiro aprendizado oferecido pelo agora itapevense que completaria 28 anos... Que espetáculo!

Em Montevidéu, três brasileiros (os finalistas da edição de 2000: Marcelo Guido e Mikka Hans; além de Kelly Messina) e mais dezoito competidores de outros países buscaram o título mundial na competição mais inchada e tumultuada que a Fundação já promoveu. Mikka e Kelly fizeram campanhas muito convincentes, mas pararam nas quartas-de-final, o que de certo modo causou uma certa decepção na federação brasileira. Não em mim, em particular.

Ao contrário de 2000, não havia mais carnaval, festas ou nada que pudesse tirar o foco dos competidores que aprenderam bem rápido as lições de Guido e Mikka em Salvador, já no longínquo ano de 2000. Competidores consagrados e promessas doravante bem determinadas estavam disputando a taça de uma forma muito voraz e nem sempre foi fácil de controlar os ânimos que se acirraram por demais... Rivalidades regionais, conflitos de egos... Sobretudo um atrito entre gerações e os competidores mais jovens achavam que a competição ditaria a nova ordem mundial... Algo não foi combinado e uma bela zebra (ou será que não?) aconteceu...

Da Hungria a promessa do novo. A belíssima e estonteante Pandora Schippatti (com seus olhos cor de mel e suas microssaias rodadas) trazia consigo igual poder de concentração e um a bagagem cultural fabulosa. Na fase de grupos, empate contra a brasileira Kelly (4 x 4); vitória contra a romena Kaelly (5 x 4); vitória contra o polonês Illie (5 x 3); empate contra a moçambiquenha Dominique (3 x 3); vitória contra o francês Clement (5 x 4); e uma massacrante vitória contra seu desafeto russo Rudolph.

O empate contra o japonês Akira (4 x 4) nas oitavas-de-final lhe garantiu vaga nas quartas-de-final, onde num novo confronto com a brasileira Kelly veio a vitória (5 x 4) e na semifinal, o holandês Nicholas não conseguiu evitar o seu passaporte pra grande final após a vitória (4 x 2).

Já o atual campeão mundial, o já chamado de velho, Marcelo Guido (agora um respeitado e quase fora de combate chefe de família) representava o tradicional... Vitórias passadas já eram vistas como lendas toscas por uma facção do CCLM e ouso afirmar que muitos sequer o respeitavam mais como ainda campeão do mundo... Ledo e infeliz equívoco para esses... Na fase de grupos, seis convincentes vitórias, sendo contra o francês Willian (5 x 2); o bielorrusso SeanPatrick (5 x 4); o australiano Thobbias (5 x 0); o britânico Bryan ( 4 x 2); a argentina Eloara (5 x 4 ) – que foi o confronto mais quente de toda essa fase –; e sucesso também contra o americano Irwin (5 x 0 ).

A vitória contra o russo Rudolph (5 x 2) nas oitavas-de-final lhe garantiu vaga nas quartas-de-final, onde num novo confronto com a britânico Bryan veio nova vitória (5 x 4) e na semifinal, o bielorrusso SeanPatrick, em tentativa frustrada de revanche, não conseguiu evitar o seu passaporte pra grande final após a vitória (4 x 3).

Um empolgante empate com aproveitamento total de 5 x 5 deu o título a Marcelo Guido, por sua melhor campanha em todo o torneio. Tudo exatamente como em 2000... Muita emoção, desabafos idem... E a aposentadoria em que até hoje nos deixa tantas saudades...

2005... Um mundial pra ficar nas cabeças dos mais apaixonados que dizem que esse fora melhor que o antecessor. Particularmente penso o contrário, mas... “Guido foi mais do que um competidor que quis um último brilho antes do cair do pano”. Justo, leal, cordial, responsável, ainda muito mais perseverante e sempre passando por cima de suas feridas sem fim pra ser o filho que qualquer pai se orgulharia... Principalmente para o Sr. José Guido Pereira (falecido em fevereiro/04).

Uma promessa foi cumprida com a taça dourada... Aquele mundial foi inquestionável de ponta a ponta.. Venceu o melhor naquele momento, o melhor de todos os Lírios do CCLM e em todos os tempos... Foi mais bem sucedido o meu “filho” mais adorado, o melhor general do legado de Hernani Sanches... Valente gladiador: a ti meus agradecimentos... Eternamente... Dr. Aluísio Hector Sanches.
Dr. Aluísio Hector Sanches
Enviado por MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA em 12/05/2020
Código do texto: T6944988
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA
Itapeva - Minas Gerais - Brasil, 44 anos
895 textos (14989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 15:20)
MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA