Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anexação das bacias hidrográficas que abastecem Brasília ao território do Distrito Federal.

O pré-candidato a Deputado Federal por Goiás, Marcos Barbosa- PT-1370, está enviando uma carta aberta por todos os meios de comunicação ao Presidente da República, Lula, e ao presidente do Congresso, propondo a anexação das bacias hidrográficas que abastecem o Distrito Federal ao território de Brasília.
Marcos Barbosa é o autor dos livros: A Morte do Sol e o Buraco Negro; A Saga da Humanidade; e O Herói de “Mensagem a Garcia”. Além de escritor, o poeta e compositor agualindense vive da profissão de corretor de imóveis, o que lhe propiciou o conhecimento suficiente para dimensionar os perigos da ocupação desordenada do entorno de Brasília.
Eis na íntegra a carta ao presidente:
Carta 1370
Senhor Presidente:
O destino me reservou o privilégio de complementar o pedido de um cidadão comum, TONINHO DE JATAÍ-GO, mas que ficou na história quando naquele memorável comício pediu ao presidente JK para construir Brasília. Coincidentemente, também sou filho de uma filha de Jataí, dona Amélia Barbosa, irmã do Barbeiro Armante Barbosa, do fazendeiro Carlito Barbosa, e da tia Corí. Orgulho-me de ser descendente da “cidade mãe” do homem que pediu a construção de Brasília.
O meu pedido, companheiro Lula, é que V. Excia. envie ao Congresso Nacional, ou que o Congresso envie à Presidência um projeto de anexação das bacias hidrográficas que abastecem Brasília ao território do Distrito Federal. Um cidadão jamais colocaria a entrada da água que abastece sua casa no lote do vizinho e nem furaria uma cisterna em sua vizinhança, mas dentro do seu lote para cuidar da água que bebe. Por que Brasília deixa por conta de outro Estado os cuidados com a água que o presidente, os ministros, os funcionários dos ministérios e toda a população de Brasília utilizam? Não faz sentido e os Estados de Goiás e Minas não conseguem proteger as nascentes do vizinho DF. Precisamos da mão forte do Governo Federal para proteger as águas de Brasília.
Existem projetos de criação de outro estado para satisfazer os interesses eleitorais da elite dominante das cidades satélites e entorno de Brasília. O “fato político” com a criação de mais uma unidade da Federação é que estas cidades deixarão de ser cidades dormitórios para se transformarem num ESTADO DORMITÓRIO. Este “estado dormitório” sem renda própria e com suas elite$ an$io$a$ pelo “de$envolvimento”, não medirão esforços para continuar criando cidades nas zonas de recarga das nascentes e com isto destruirão as bacias hidrográficas que abastecem Brasília.
Tenho certeza que em nome do interesse nacional, em nome das águas que dão vida ao cérebro do Brasil que é Brasília, os Estados e Goiás e Minas vão abrir mão de um pequeno pedaço de seu território, como também ficarão livres dos compromissos institucionais com cidades em que a maioria dos eleitores insistem em continuar votando em Brasília. Se fizermos um plebiscito em Águas Lindas, certamente mais de 90 % da população quer ser DF. Outras cidades, principalmente no Entorno Sul de Brasília, também pensam da mesma forma.
Assim como O grande Presidente Juscelino atendeu ao pedido de Toninho de Jataí, atenda também esse nosso apelo e...
SALVE AS ÁGUAS DE BRASÍLIA!

Águas Lindas de Goiás, 09 de julho de 2010.

1370 abraços de Marcos Barbosa
pré-candidato a Deputado Federal - PT- Go


O escritor Marcos Barbosa, ao participar de algumas palestras e reuniões com políticos  sempre propõe a anexação das bacias hidrográficas que abastecem o Distrito Federal ao território de Brasília.
Marcos Barbosa é autor de vários livros disponíveis na internet, para leitura gratuita no site do Recanto das Letras : www.recantodasletras.com.br/autores/marcosbarbosa  Além de escritor, o poeta e compositor agualindense vive da profissão de corretor de imóveis, o que lhe tem propiciado informação suficiente para dimensionar os perigos da ocupação desordenada do entorno de Brasília.

Marcos Barbosa sempre diz :
“tenho o  privilégio de continuar a luta de um cidadão comum, TONINHO DE JATAÍ-GO, mas que ficou na história quando naquele memorável comício pediu ao presidente JK para construir Brasília. Coincidentemente, também sou filho de uma filha de Jataí, dona Amélia Barbosa, irmã do Barbeiro Armante Barbosa, do fazendeiro Carlito Barbosa, e da tia Corí. Orgulho-me de ser descendente da “cidade mãe” do homem que pediu a construção de Brasília.”
“Tenho pedido reiteradamente às lideranças políticas que providenciem um projeto de anexação das bacias hidrográficas que abastecem Brasília ao território do Distrito Federal. Um cidadão jamais colocaria a entrada da água que abastece sua casa no lote do vizinho e nem furaria uma cisterna em sua vizinhança, mas dentro do seu lote para cuidar da água que bebe. Por que Brasília deixa por conta de outro Estado os cuidados com a água que o presidente, os ministros, os funcionários dos ministérios e toda a população de Brasília utilizam? Não faz sentido! ... Os Estados de Goiás e Minas não conseguem proteger as nascentes do vizinho DF. Precisamos da mão forte do Governo Federal para proteger as águas de Brasília.”
“Existem projetos de criação de outro estado para satisfazer os interesses eleitorais da elite dominante das cidades satélites e entorno de Brasília. O único “fato político” que pode acontecer com a criação de mais uma unidade da Federação é que estas cidades deixarão de ser cidades dormitórios para se transformarem num ESTADO DORMITÓRIO. Este “estado dormitório” sem renda própria e com suas elite$ an$io$a$ pelo “de$envolvimento”, não medirão esforços para continuar criando cidades nas zonas de recarga das nascentes e com isto destruirão as bacias hidrográficas que abastecem Brasília.”
“Em nome do interesse nacional, em nome das águas que dão vida ao cérebro do Brasil que é Brasília, os Estados e Goiás e Minas devem abrir mão de um pequeno pedaço de seu território. Com este gesto também ficarão livres dos compromissos institucionais com cidades em que a maioria dos eleitores insistem em continuar votando em Brasília. Se fizermos um plebiscito em Águas Lindas, certamente mais de 90 % da população quer ser DF. Outras cidades, principalmente no Entorno Sul de Brasília, também pensam da mesma forma.”
“O Presidente Juscelino atendeu ao pedido de Toninho de Jataí, Construindo Brasília... Será que alguém não poderia chegar ao presidente Lula e fazer um apelo para salvar as águas de Brasília?”
Este tem sido o discurso do Escritor, poeta e compositor Marcos Barbosa, de Águas Lindas, sempre que lhe dão a oportunidade de falar em público.

Marcus Aurelius
Enviado por Marcus Aurelius em 09/07/2010
Reeditado em 21/03/2015
Código do texto: T2368172
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Marcus Aurelius
Águas Lindas de Goiás - Goiás - Brasil, 64 anos
220 textos (48380 leituras)
11 e-livros (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 13:10)
Marcus Aurelius