Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGRONEGÓCIO - Macroeconomia e commodities agrícolas

ATENÇÃO: Este conteúdo, desenvolvido por Renadson Augusto, está sob domínio do CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ (UNICESUMAR) e catalogado no seu banco de informações. Por isso, não deve ser copiado sem as devidas citações previstas na NR 10520, sob penalização por plágio acadêmico (Lei dos Direitos Autorais 9610/98).

*******************************************************
OS EFEITOS DO CÂMBIO NO SETOR

A apreciação e depreciação cambiais são sempre um tema bastante pertinente para se discutir em macroeconomia, principalmente quando se fala em commodities agrícolas, que são um dos alicerces de sustentação econômica do Brasil. Tem-se como costume especular a quantidade de bens a serem importados e exportados de um país por meio do valor que a moeda do fornecedor tem frente ao dólar – que é a moeda base.

Pode parecer um enorme privilégio a valorização do real aliada à desvalorização do dólar, mas, em se tratando de exportações de commodities agrícolas, por exemplo, tem-se a visão de um cenário muito preocupante. Dado o fato de que ao mercado interessa saber a viabilidade de se realizar transações entre clientes e fornecedores e que o real, especificamente, está com alto valor, gera-se uma repercussão negativa nas exportações. Assim, a dificuldade em se erguer as vendas é então explicada pelo desinteresse de potenciais países clientes no produto brasileiro devido a tais fatores intrínsecos.

-------

O DÓLAR É QUEM DITA AS REGRAS

Se nota facilmente que Brasil vem enfrentando uma era de bastantes reviravoltas políticas, econômicas e sociais, principalmente quando avaliadas suas relações com o mercado internacional.

De acordo com informações prestadas pelo relatório do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), nos quatro primeiros meses de 2016, alguns dos principais produtos agrícolas e pecuários demonstraram baixíssimo nível de atratividade pelo mercado exterior, se forem comparados seus resultados aos do mesmo período do ano de 2015.

Dentre os produtos que apresentam insucesso na produção e negociação, podemos destacar o açúcar, o etanol, o milho, o café, algumas frutas, carnes, celulose, madeira, a soja em grãos, sobre a qual seguem mais informações.

-------

A SOJA NO PARANÁ

Em uma posição de bastante destaque entre os produtos de origem agropecuária que são exportados pelo estado do Paraná, pode-se destacar a soja. Apesar de não ter apresentado resultados tão satisfatórios em 2016, se confrontados com os de 2015, o complexo – que envolve o produto in natura, em farelo ou em óleo – se mantém na preferência de muitos produtores paranaenses.

A nível nacional, cabe dizer que a commodity superou todos os produtos agrícolas e de origem animal exportados em 2017, tendo como principal cliente a China, seguida do continente europeu.

--------------------------------------------

Nome do aluno e autor: Renadson A. R. Moreira
Cidade/Polo: Foz do Iguaçu - Paraná
Data de envio do trabalho: 05/11/2017
Curso: Tecnólogo Superior em Gestão de Agronegócios
Disciplina: Economia Brasileira
Professor: Daniel Eduardo dos Santos
E-mail: falecom@professordaniel.net
Renadson Augusto
Enviado por Renadson Augusto em 23/05/2020
Código do texto: T6955476
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Renadson Augusto
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil, 26 anos
53 textos (1725 leituras)
10 áudios (298 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/06/20 00:21)
Renadson Augusto