Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE UMA ESTRELA DA BANDEIRA CAIU UMA LAGRIMA


Estava ele rente a uma marquise,
Caíram algumas gotas d’água e lhe atingiu,
O que será? Olha para cima
E percebe uma bandeira a tremular,
O vento sacudia as suas cores,
Pensou: “Será que aminha bandeira está a chorar?

Motivos ela têm...
Estão jogando tudo para o escanteio,
O maior bordel foi a copa...
Foi muito alto o seu custeio.

Inegável, está aí o alto da inflação,
Subiu a energia, moradia e o preço do feijão,
Abaixou a chatice, ética, seriedade...
Aumentou a burrice e toda criatividade da emoção.

Mas ele, não se abateu: Ergueu-se!
Pensou: Ordem e Progresso é o meu País,
Não é a FIFA que é uma empresa.

Sofrer, chorar por quê?
Se a seleção ganhasse,
Ele não se sentiria mais patriota.

Mas a lagrima daquela bandeira
Que caiu em seus ombros,
Rente a orelha...
Quer lhe transmitir; chamar-lhe atenção.
“Poderes que administra o Brasil
Por favor, chega de tanta bandalheira”

Ele, eu e toda a sociedade,
Gritar ordenadamente,
Juntos nesse Brasil gigantestico,
- Chega de escândalo grotesco.
Excesso de imposto é confisco,
Chega também de tanta mentira
Pondo a nossa Pátria amada em risco.
Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 13/07/2014
Código do texto: T4880210
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 74 anos
238 textos (34843 leituras)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 15:18)
Alci Santos Vivas Amado