Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSSA SENHORA E A POLÍTICA
( Palestra que proferi a convite da comunidade, na Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Sabará-MG)


Diz o ditado popular que “política e religião não se discute” e, de repente me dão este tema. “NOSSA SENHORA E A POLÍTICA”. Continua valendo o ditado popular. Eu não estou aqui para discutir religião e muito menos política. O que eu me propus a partir do convite da comunidade, que eu nem achei merecer pela importância e complexidade do tema, foi fazer uma pequena abordagem sobre este dois assuntos, partindo de uma convicção puramente pessoal e que não tem a pretensão de ensinar ou doutrinar quem quer que seja. Agradeço a atenção e o respeito de todos que se dispuserem a me ouvir e peço ao Divino Espírito Santo que nos ilumine a todos e que de tudo aquilo que eu falar fique gravado na memória de no coração de cada um aquilo que encontrar graça diante de Deus, nosso Pai e Criador da vida.


A primeira coisa que gostaria de questionar: O que é a fé?


Em sua carta aos Hebreus, cap. 11, São Paulo nos diz que a fé é um modo de possuir aquilo que se espera, um meio de conhecer realidades que não se vêem.


E foi pela fé que:


  • Abel ofereceu um sacrifício melhor do que o de Caim e encontrou graça diante de Deus;


  • Foi pela fé que Noé construiu a maior arca da história, enquanto todos zombavam dele. Mas ele levou a sério a vontade de Deus. Construiu a arca, condenou o mundo e se tornou herdeiro da justiça que provém da fé;


  • Foi pela fé que Abraão partiu em busca de uma terra prometida por Deus e da qual ele não tinha sequer noção de que terra era essa e muito menos em que ponto do mundo ela ficava.


  • Foi pela fé que Sara, mulher de Abraão, já avançada em idade, concebeu e deu à luz um filho, Izaac;


  • E foi também por esta mesma fé que Abraão, colocado á prova, prontificou-se a sacrificar este seu único filho em holocausto a Deus, que o recuperou para a vida e fez com que sua descendência fosse mais numerosa do que as estrelas do céu.


  • Pela fé, Moisés tirou cerca de 500 mil homens do Egito, convencendo-os a atravessar o deserto rumo à terra prometida por Deus e, tomando sobre si a responsabilidade deste ato, fugiu com todo este povo, levando pão ázimo e água.


  • Foi pela fé, que Maria disse SIM a Deus e deu á luz um filho que mudou a história da humanidade e pelo qual e para o qual estamos aqui, resgatados que fomos pelo seu sangue derramado na cruz.


  • E foi enfim pela fé, que o faraó do Egito resistiu a todas as pragas enviadas por Deus ao seu reino para que Ele deixasse Moisés partir com o seu povo. Ele tinha fé em si, ele tinha fé na grandeza do seu exército composto de homens fortes e especialmente treinados para defender o reino. Pela fé em seu poder ele pensava já possuir a vitória. Deixou então Moisés partir com aquele povo e logo depois organizou todo o seu exército e partiu atrás de Moisés. Ele tinha fé, ele acreditava ser impossível que Moisés, com todo aquele povo passando fome, vivendo de pão e água em pleno deserto, sem armas, sem nada, tivesse qualquer chance de derrotar seu poderoso exército. E aconteceu o episódio que todos nós conhecemos. Moisés, inspirado por Deus, mandou que o mar se abrisse e atravessava com seu povo. Quando o exército do faraó fez o mesmo e já ia a meio caminho da outra margem, Moisés já estava lá e deu ordens ao mar que se fechasse. Assim foi feito e todo o exército do faraó foi sepultado nas profundezas das águas.


Portanto, meus irmãos, poir mais esquisito que possa parecer, como naquele tempo, hoje nós podemos dizer que a história de Nossa Senhora e da política não deixam de ser duas histórias de fé.


E aí nós temos dois tipos de fé:


A fé de Nossa Senhora, uma fé sagrada, inspirada no amor a Deus, na confiança em Deus, uma história de relacionamento de um ser humano, Maria, com Deus, o pai de Amor. Uma aliança firmada entre o ser humano divinizado por sua fé no criador do mundo e de todas as coisas e de todas as criaturas.


A política também não deixa de ser uma história de fé, só que uma história de fé profana, enganosa, que nasce da aliança do homem com outro homem ou da preocupação de um homem consigo mesmo e onde Deus, infelizmente, quase sempre não é lembrado.


A fé de Maria não conheceu obstáculos. Ela não procurou entender o mistério Divino, não pediu explicações a Deus. Apenas se colocou á disposição. Faça-se em mim segundo a tua vontade. A fé de Maria era algo de tão puro, de tão terno e de tão doce que lhe dava acesso imediato ao poder infinito do amor do Pai. Amor de quem não abandona, amor de quem não trai, amor de quem cuida, amor de Pai. E foi por esta fé que Maria foi escolhida para trazer ao mundo o maior e melhor político que a terra jamais conhecera outro igual: Jesus Cristo, o Filho de Deus.


Já na política, infelizmente, a grande maioria dos homens colocam sua fé neles mesmos ou em outros homens que, não importa por quais meios, possam ajudá-los a ter acesso ao poder mentiroso, supérfluo e passageiro dos homens, porque somente o poder a misericórdia e o amor de Deus são para sempre.


Mas será que existem políticos honestos, seriamente comprometidos com o povo?


É claro que existem. Há políticos que buscam exercer com sabedoria o poder que ele tem nas mãos, porque este poder não lhe subiu á cabeça e não interrompeu a sua relação com Deus, não tirou dele a humildade de se entregar nas mãos do Pai de misericórdia e de amor.


Mas como saber quem são estes políticos? Como votar certo?


Faça uso da bíblia! Leia a palavra de Deus. Peça luz ao Espírito Santo para que o ilumine em sua escolha e, sobretudo, vote com amor, com honestidade. Se você votar assim, seu candidato pode até não ganhar mas você cumpriu as ordens do seu coração e está em paz com Deus.


Agora, se você vai trocar o seu voto por um saco de cimento, uma cesta básica, uma bolsa de setudo, um vale do governo, então, como diz o próprio evangelho, você já recebeu a sua recompensa e não lhe cabe reclamar de uma situação que você vai ajudar a construir.


De resto, deixo a cada um, eleitores e políticos, para reflexão, esta pérola do livro do Êxodos.
Não faça declarações falsas , não entre em acordo com o culpado para testemunhar em favor de alguma injustiça”


Que Nossa Senhora, em sua doçura, que a Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo nos ilumine a todos.








silasol
Enviado por silasol em 25/06/2010
Reeditado em 25/06/2010
Código do texto: T2340101


Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
677 textos (84966 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 14:50)
silasol